More than words…

Ao ver o título da exposição de arte, eu realmente pensei se tratar de putaria: TOCAR E SENTIR…

Entrei claramente mal intencionado… Mas me deparei com pinturas simples… aparentemente infantis. Achei interessante ver que não havia restrição quanto a tocar nas obras de arte… As obras, em relevo, eram justamente para serem tocadas.

Gostei da ideia. Se não sairia dali com uma safada potencial para uma possível aventura, com certeza sairia dali com um pouco de arte nas veias…

Observei Marina tocando uma obra… Não era a mulher mais linda do mundo, mas ela tocava a obra com um prazer no rosto que parecia estar masturbando a obra… Várias mãos em relevo e ela as tocava entre os dedos… É ELA – pensei… O difícil seria fazê-la se tocar e despachar a amiga.

Colei ao lado dela. Olhei pra amiga como quem diz um “- oi… Vou puxar conversa com ela assim que você cair fora” e comecei a tocar o quadro também, o que fez com que Marina parasse de tocar e simplesmente a observava com um vago olhar a imagem à sua frente…

Sua amiga falou algo em seu ouvido. Sorriram. A amiga saiu e ela ficou ali, com um olhar que atravessava o quadro.

– Profunda essa exposição, não? Ainda tento pegar o feeling dela, mas estou meio confuso… – Falei vagamente, como se fosse para ninguém responder.
– É por que você está observando com os olhos. Pare de ver e toque…

Por alguns segundos eu pensei que fosse uma cantada. Como ela olhava diretamente pra mim enquanto falava, fiquei extasiado com seus olhos extremamente azuis… Ela fixava o olhar em mim, mas claramente não me via. Meus 2 segundos de silêncio me denunciaram à ela:
– Engraçado… Eu estava me interessando por você por que achei que havia entrado aqui para sensibilizar com a causa. Mas você é só um garoto perdido.
– Engano seu… Entrei aqui procurando por algo para “tocar e sentir” e tudo o que vejo agora me dá vontade de tocar…

Foi a vez dela engolir saliva… O leve sorriso no rosto me fez perceber que ela gostou da ideia… Então foi minha vez de intimidá-la:
– Será que não é você que está perdida aqui? Tocando obras de arte tentando entender seus detalhes, quando na verdade você gostaria é de ser a obra de arte a ser tocada?
– Hum… Você sabe usar as palavras à seu favor, heim…
– O sentido de visão só nos engana, minha cara… Casais inteligentes apagam a luz para aguçar os que realmente importam.

A conversa se incendiou rapidamente… Mas a amiga rapidamente se juntou à nós com o claro intuito de não me deixar levá-la ao abatedouro… (amigas super protetoras, vocês são umas malas). Trocamos telefone e a vontade do toque ficou em nossa cabeça.

Algo realmente novo… Mas que vocês aguentam esperar um próximo post para saberem a continuação…

[Feche os olhos e comente…]

Anúncios

Sobre T.A.D.

T.A.D. É um personagem, que diz o que passa na cabeça de seu autor. Visite o blog mais vezes para tirar suas conclusões: http://migre.me/b2PzD
Esse post foi publicado em Conto, Contos Múltiplos, Minha autoria, Texto Solto. Bookmark o link permanente.

2 respostas para More than words…

  1. Bem Resolvida disse:

    Mas mandou muuuuuuuuito bem mesmo!!! isso é que é lábia hahahahah
    adorei 😛

  2. Pingback: More than words II | Trauma a Dois – Passou pro seu nome? Arque com a dívida!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s