Piscina com amigas [Parte I]…

Sempre que João descia pra praia, procurava Nandinha…
Nandinha tinha seus 42 anos. 12 a mais que ele. Mas Nandinha era o tipo de ruiva que não deixava o tempo atingir sua jovialidade e tara. Ela era reconhecida pelas festinhas que dava – onde esbanjava o que tinha nas curtas festas que davam o que falar…

Funkeira nata, Nandinha perdeu os pais aos 19 anos. Seu pai era proprietário de uma rede famosa de supermercados e com a morte deles e já sabendo que não daria conta, não hesitou em vender tudo em menos de 3 anos. A família tinha algumas casas e uns apartamentos e foi exatamente nisso que ela investiu. Adquiriu alguns apartamentos e casas e passou a viver do aluguel de vários deles – agenciados por uma empresa na qual ela detém hoje 48% da sociedade.

Enfim… Sem dotes para negócios, ela soube fazer seu dinheiro render. Conheceu João em uma dessas baladas e hoje ele é seu escravo sexual durante o período em que ele visita sua humilde residência no Rio.

A área de 600m² chama a atenção entre os arranha-céus. Como uma casa ainda resiste onde só temos apartamentos? Assédios para a compra da casa é o que não faltam… Mas ela insiste em manter a exclusividade de sua casa, que ocupa somente 1/3 da área total e conta com 2 pavimentos.

As festas são dadas na grande área da piscina. Área esta coberta com teto retrátil, estilo persiana.

Enfim. Nesse dia em especial, ele foi sem avisar e a festa já estava rolando. Como sempre, acabou pelas 3 horas e ele se manteve pela área. Pretendia passar a noite por lá… Nandinha dispensou os empregados, dispensou o buffet e os convidados. Sobrou somente os dois e mais duas amigas, que insistiam em ficar batendo papo.

João já estava aos amassos à beira da piscina com Nandinha e estava incomodando com a presença das duas ali perto. Cochichou com ela:

– Essas duas não vão desconfiar não, heim… Eu já estou quase metendo em você e as duas não vão embora…
– Elas vão ficar aqui hoje, meu caro. Pode continuar que elas são presença frequente por aqui hoje em dia.
– Elas moram aqui?
– Mais ou menos…

O mais ou menos já fez ele perceber que as duas eram mais íntimas do que ele percebera até então. Passou a mão entre as cochas de Nandinha e beijou mais forte. Ela entreabriu as pernas. Continuava curtindo os amassos, mas resolveu provocar as amigas:
– Taty e Keyla, vem cá que quero apresentar um amigo. Este é o João.
João se levantou, visivelmente de pau duro. Cumprimentou as duas com beijos próximos à boca. Taty deu uma esbarrada no seu pau, pra provocar Nandinha também.
– Olha mas não encosta, ok? Fiquem à vontade porque o clima vai esquentar aqui…

[Piscina com amigas parte II]    [Comente…]

Anúncios

Sobre T.A.D.

T.A.D. É um personagem, que diz o que passa na cabeça de seu autor. Visite o blog mais vezes para tirar suas conclusões: http://migre.me/b2PzD
Esse post foi publicado em Conto, Contos Múltiplos, Minha autoria, Putaria, Texto Solto. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Piscina com amigas [Parte I]…

  1. Pingback: Piscina com amigas [2]… | Trauma a Dois – Passou pro seu nome? Arque com a dívida!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s