E NA IGREJA… (parte 2 de 2)

(Continuação do post “E NA IGREJA… Parte 1 de 2”)

Aí ele vira e fala:
– Nossa, fiquei fraco. Preciso descansar e comer alguma coisa. Esquentei o jantar, dei pra ele e fui tomar banho. Tô lá eu tomando meu bainho e ele chega e me agarra.
– Quero comer teu cu.
– Criatura, tu vai ter uma congestão.
– Vô não. Vem cá.
E me ensaboou, alisou meu corpo todo, me beijou muito, enfiou na buceta e socou forte. Ele botava a mão na minha boca pra eu não gemer alto. Depois de enfiar muito, ele disse:
– Quero gozar no teu cu…
Aí meu amigo, a pessoa já tava mais pra lá do que pra cá… Não demorou muito pra eu gozar…
Fiquei tonta… Tremendo, quase caio… Fiquei com a perna fraca, fui escorregando pela parede. Ele ficou maravilhado! Aí me levantou e enfiou no cu de novo e mandou ver… Gozou dentro. Depois disso, me sentei no chão embaixo do chuveiro por uns 10min. Eu perco os sentidos quando gozo forte demais. Ele terminou o banho dele e logo depois, eu. Foi para o quarto e deitou na cama e eu fui também… Ele vira pra mim e diz:
– Quero de novo!
– Hã? Já? De novo?
– É. E no cu novamente.
E me beijou.
Um beijo de tirar o fôlego. Nossa, o homem tava com todo gás. E eu já morta de cansada… Depois de me alisar um tanto, me colocou de quatro na cama e me amordaçou com uma camisola minha. Detalhe: fiquei um pouco ansiosa. Soltou meu cabelo, enlaçou na mão dele, prendeu meus braços com a outra e mandou ver. Aí ele soltava meu cabelo e dava tapa na minha bunda. Fiquei toda vermelha.
– Assim tu gosta né, safada? Hein? Gosta de apanhar né?
Nunca gemi tanto e tão alto! E cada vez que ele dizia:
– Geme safada, geme!
Eu gemia mais alto. Estava completamente dominada e estava adorando aquilo. Gozei muito e mais forte ainda… Dessa vez, ele gozou na minha bunda, melando também minhas costas.
Levantou, tomou banho, se vestiu e disse:
– Agora vou embora. Já comi (eu), já comi (jantar) e já comi (eu de novo).
E foi. E eu fiquei ali, estirada na cama, morta de cansada…

Agora uma confissão… Gostei de ser amordaçada. Soltei todo o meu tesão que muitas vezes era contido por haver crianças aqui embaixo da minha janela.

Anúncios

Sobre T.A.D.

T.A.D. É um personagem, que diz o que passa na cabeça de seu autor. Visite o blog mais vezes para tirar suas conclusões: http://migre.me/b2PzD
Esse post foi publicado em Conto, Enviadas, Iza, Leitoras, Participação especial, Putaria, Texto Solto e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s