E NA IGREJA… (parte 1 de 2)

Poucos aqui sabem mas, além da minha parceira de blog (que desapareceu daqui), ainda tenho uma revisora ortográfica de blog. Geralmente quando posto ela é a primeira que lê, comenta e sugere as alterações. Vocês a conhecem como IZA… E ela nos contribuiu com esse trechinho de sua vida:

Baseado numa história real…

Era uma quinta-feira e fui ao supermercado. Calça jeans, mais com uma blusa que mostrava metade dos peitos. Tinha combinado com meu ex-noivo pra me pegar lá.  Quando me viu, disse:

– Tu tá diferente, nem reconheci.

Falei:

– Pode ser o cabelo, o brinco e acho que emagreci.

E ele emendou:

– É, tá mais magra mesmo. Tá gostosa pra cacete.

No carro, ele continuou me chamando de gostosa e me alisando. Fomos a um drive-thru… Aí no escurinho, o clima foi esquentando… passou a mão na minha boceta e me fez passar a mão no pau dele pra mostrar que tava duro. E ele falando no meu ouvido:

– Sabe o que quero fazer? Te pegar de quatro e gozar na tua bunda, te sujar toda. Dar muitos tapas nessa bunda gostosa pra ficar vermelha.

E sempre tava me beijando. E passando a mão por dentro do meu decote… A gente tinha comprado sorvetinho expresso e dei um pedaço pra ele do que eu tava comendo… Ele deu uma linguada dentro do sorvete e depois no meu dedo, que putz! Arrepiei toda e fiquei com a buceta pulsando. Voltamos para o amasso. Quase não terminamos o lanche, de tão bom que estava o amasso…

Na volta pra casa, abriu a calça e disse:

– Pega aqui.

Fui punhetando ele o caminho todo… Pra melhorar a sensação dele, coloquei a mão no ar condicionado do carro… Ficou doido de tesão! Só parei porque fiquei com medo de ele bater o carro… Muito trânsito e a gente pega auto-estrada pra vir pra casa. Quando a gente chegou aqui, já fui logo chupando… Ele falava:

– Nossa que chupada boa… Safada! Chupa mais, chupa. Lambe meu pau todo. Assim, isso, aahhh, hummm.

Sentei num banquinho pra melhorar minha posição e ele avisou que iria gozar.
– Isso, assim, vai, chupa, chupa, vou gozar, abre a boca, quero minha porra dentro dela.

Obedeci, claro. Gozou tanto que escorreu pela minha boca e melou meu peito, coxas, rosto, chão. Engoli o que caiu dentro da boca. Hmmm. Delícia!

Pensam que acabou? Esperem só a continuação num post próximo…

Anúncios

Sobre T.A.D.

T.A.D. É um personagem, que diz o que passa na cabeça de seu autor. Visite o blog mais vezes para tirar suas conclusões: http://migre.me/b2PzD
Esse post foi publicado em Conto, Enviadas, Iza, Leitoras, Participação especial, Putaria, Texto Solto e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

4 respostas para E NA IGREJA… (parte 1 de 2)

  1. Profano disse:

    Linda historia

    retribua a visita, e se gostar me adiciona como blog favorito

  2. Love disse:

    OBRIGADA PELA SUA PREENÇA EM MEU BLOG….ADOREI!
    JA VIREI SUA SEGUIDORA….
    BEIJO DA LOVE!

    ADAMADEFARA.BLOGSPOT.COM
    FLAVIA.DESCOVI@HOTMAIL.COM

  3. Pingback: E NA IGREJA… (parte 2 de 2) | Trauma a Dois – Passou pro seu nome? Arque com a dívida!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s